Notícias

Prosa Poética, no programa Tarde Ponto Com, por Mary Arantes: 'Desacelerar'

Por Mary Arantes, 26/03/2020 às 14:57
atualizado em: 26/03/2020 às 15:01

Texto:

Foto: @ethelbraga/ APP Insight Timer
@ethelbraga/ APP Insight Timer
00:00 00:00

Pausar, ficar em casa, o convite é para desacelerar. Quantos de nós nunca ficou em casa, por um período tão longo, com nossos próprios filhos?!  Muitos não sabem nem ficar sozinhos, é tempo de enfrentar, inclusive, os próprios medos.

Será um tempo, do qual nunca esqueceremos. Aproveite pra ler, ver filmes, fazer o site, o vídeo que você sempre diz que vai fazer, mas não tem tempo. Arrume aquela beirada do muro que caiu, conserte a fechadura da porta que emperrou. É hora também de desemperrar a alma, abrir o coração, orar pelo mundo, por todos os que passam e passarão por necessidades, tempo de enxergar que temos uma importância coletiva. Teremos que aprender a dar abraços e mãos de outra forma, estar presente de outro modo. 

Se você ainda não faz meditação, procure por aplicativos que o instruam, é fácil e recompensador, o silêncio e o esvaziamento, são bens incomensuráveis. Se você é artista, um bom conselho, não pare de criar, acredite em você, no que faz e como faz, acredite que tempos melhores virão. Não abandone seus sonhos.

É tempo de procurar novas posturas de vida, deixar de lado o egoísmo, tempo de confortar quem precisa. Ligue pros amigos, pra vizinha, pra família que já perdeu um ente pro inimigo da vez, ofereça seu ouvido aos que precisam ser escutados. Esse tempo que ficaremos isolados socialmente, será de grande valia, parece ter sido feito pra que enxergássemos que não dá mais pra viver olhando pra nós mesmos, parece ter sido feito, pra que pudéssemos ter tempo de parar pra pensar no outro, esse ser tão próximo de nós e muitas vezes invisível.

Tamira Marinho, ser humano maiúsculo e terapeuta interativa, em um dos seus vídeos no instagram, sempre pertinentes, nos fala ao coração, diz que iremos perceber o quanto somos dependentes uns dos outros, do porteiro do prédio, da doméstica, da faxineira, do lixeiro, do enfermeiro, do médico, muitos deles, sem escolhas do isolamento social. Profissionais que continuarão à frente dos seus trabalhos, a nos servir. Segundo ela, o mínimo a ser feito é parar de olhar pra si como entidade separada. Somos todos co-existentes e co-dependentes, como disse Daniella Zupo, nossa parceira aqui na Itatiaia

Vamos nos esforçar ao máximo para sairmos dessa renovados, com propósitos mais fortes e que verdadeiramente importam para nós, para o outro e para o planeta.

@tamiramarinho

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Coletivo apura informações duvidosas relacionadas a membros do governo e parlamentares das bancadas cristã no Senado e na Câmara dos Deputados.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    👥 FLEXIBILIZOU! E agora, quem sou eu? O músico Juliano Alvarenga contou pra gente, em um papo com a repórter Camila Campos. Confira!

    Acessar Link