Notícias

Mulher é presa por injúria racial e desacato na Savassi: ‘Xingou ele de macaco’

Por Redação , 13/03/2020 às 08:47
atualizado em: 13/03/2020 às 09:00

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Google street view
Google street view

Uma mulher de 35 anos, que tem passagens pela polícia por furtos, foi presa na noite dessa quinta-feira (12) por injúria racial e desacato na drogaria Araújo da avenida do Contorno, no bairro São Pedro, ao lado do Pátio Savassi, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher chamou o segurança do local de macaco e desacatou os militares que atenderam a ocorrência. 

“O fiscal foi abordar uma senhora que estava em atitude suspeita, parecendo que tentava tirar objetos de sacolas de outros clientes. Quando ele abordou, ela foi extremamente agressiva e xingou ele de macaco, falando que ele não tinha competência para estar ali”, explicou a sargento Edymeire Coelho, do 22º Batalhão.

Conforme a policial, funcionários acionaram militares que faziam patrulhamento na região. No estabelecimento, eles também foram ofendidos. “Ele tentou ir para cima de um dos militares. Ela foi conduzida tanto por desacato como pela injúria racial. Ela parecia ter feito uso de álcool”, acrescentou a sargento.

A injúria racial é classificada como crime contra a honra e consiste na ofensa à dignidade de alguém, de forma individual, usando elementos referentes à raça ou cor. O Supremo Tribunal Federal (STF) equiparou os crimes de injúria racial aos crimes de racismo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    👴👵 A Itatiaia lança a pergunta para você, idoso, tão falado no momento: ⠀ Como você se sente na pandemia? ⠀ A Alzira deu seu depoimento para a repórter Camila Campos. Confira!

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Coletivo apura informações duvidosas relacionadas a membros do governo e parlamentares das bancadas cristã no Senado e na Câmara dos Deputados.

    Acessar Link