Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Uma nova página para o futebol feminino

Depois de um longo período vivendo como invisíveis, as mulheres viraram o centro das atenções

22/03/2019 às 08:17
Uma nova página para o futebol feminino

2019 é um ano muito importante para o futebol feminino no Brasil. É exatamente neste ano que se comemoram os 40 anos de liberação para mulheres jogarem futebol. Sim! Um Decreto-Lei de 1941, que instituiu o Conselho Nacional de Desportos no governo de Getúlio Vargas, proibiu a prática do futebol feminino no Brasil durante décadas, mas foi revogado parcialmente em 1979, o que deu abertura para a modalidade no país. Naquela época, era considerado um esporte incompatível com a natureza feminina. Embora até hoje, alguns homens ainda pensem o mesmo.

Agora, 78 anos depois da publicação do Decreto-Lei 3.199/1941 e quatro décadas após a revogação da Deliberação nº 7 de 1965 – que tornou expressa a proibição –, os clubes voltarão seus olhos para as meninas da bola em decorrência de uma exigência da Conmebol. A entidade definiu que, a partir deste ano, as equipes que disputam as competições organizadas por ela (Libertadores e Copa Sul-Americana) devem possuir times de futebol feminino adulto e de base. Depois de um longo período vivendo como invisíveis, as mulheres viraram o centro das atenções.

É claro, que há muito para se evoluir ainda sobre este tema, mas precisamos exaltar o momento que estamos vivendo. Em Minas Gerais, o América já nos orgulhava muito com a equipe feminina há muito tempo. Agora, Atlético e Cruzeiro se juntam ao time.

Ainda que exista muita resistência, tanto por parte dos clubes quanto por parte dos torcedores, é preciso incentivar essas meninas e todo o projeto criado pelos clubes. 

Inclusive, gostaria de parabenizar América e Atlético pela ação que será feita neste sábado (23), no Mineirão. As meninas do Coelho e do Galo irão se enfrentar no primeiro clássico feminino da história do Gigante da Pampulha. O jogo faz parte da programação do Voe Mulher, uma feira de empreendedorismo feminino.

Na próxima quarta-feira (27), América, Atlético e Cruzeiro iniciam a jornada na Série A2 do Campeonato Brasileiro e começam a escrever uma nova página do futebol feminino no Brasil. Assim espero. Para que seja uma história de sucesso, é preciso que os torcedores comprem esta causa, compareçam aos jogos, vibrem com as meninas, mas acima disso: que nos ajudem a transformar o futebol em um esporte com menos preconceito, com mais mulheres.

Gostando ou não, achando esporte de mulher ou não, o futebol feminino chegou e vai ficar. Que venham novas Martas, novas Ninas, novas Bárbaras!

Vai ter futebol feminino, SIM!

Foto: Agência i7/Mineirão

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Vozão leva vantagem esta noite para faturar o bicampeonato. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O veto deve ser publicado na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira. #Itatiaia

    Acessar Link