Álvaro Damião

Coluna do Álvaro Damião

Veja todas as colunas

O último suspiro

27/11/2018 às 01:02
O último suspiro

Já se foram 37 rodadas e chegamos às últimas partidas Brasileirão – que não irão definir o campeão, pois o Palmeiras já soltou o grito rodada passada, depois de vencer o Vasco por 1 a 0, mas serão decisivas para o futuro de Atlético e América.

Na Cidade do Galo, o foco é garantir de vez a permanência no G-6 para conquistar a classificação para a fase premiliniar da Copa Libertadores. Mesmo com a derrota para o Santos, por 3 a 2, no último sábado, na Vila Belmiro, o Atlético se manteve na sexta posição, devido ao empate do chará paranaense. O Atlético Paranaense empatou com o Ceará por 2 a 2 e não conseguiu ultrapassar o Galo na tabela. Agora, o Atlético só depende de si para cravar a vaga na Libertadores.

Ao contrário do que muitos pensam, caso se classifique, a vaga não cairá no colo do Galo. Em um ano em que a diretoria atleticana se planejou para evitar o rebaixamento, foram aproveitados os momentos pré-Copa do Mundo, em que vários clubes estavam com as atenções voltadas para outras competições, e o elenco atleticano somou pontos importantes. O time alvinegro está na zona de classificação desde a décima rodada do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar também que o Galo chegou a ser até vice-líder, na 12ª rodada. É natural que após as eliminações das demais equipes em outras competições o Brasileirão ficasse mais disputado e o desempenho do Atlético pudesse cair um pouco. É normal! Nada de crise ou de desespero.

Na próxima rodada, o adversário é o Botafogo, em casa, e, com certeza, o Independência estará lotado, com a massa apoiando. Uma vitória e a vaga está garantida! Mas o caminho pode ser mais doloroso também. Caso não vença o time carioca, os atleticanos terão que torcer por empate ou derrota do Atlético Paranaense.

Se a preocupação atleticana é com a Libertadores, a do Coelho é com o rebaixamento. Se manter na elite do Brasileirão só depende do próprio América: basta vencer o Fluminense, fora de casa. Missão díficil? Poderia até ser, mas há alguns fatos que precisam ser analisados. 

O Fluminense não vence há sete jogos e um detalhe: são sete partidas sem marcar gols. Ou seja: a chance do América está viva. Basta acreditar e lutar por isso. A troca de técnico foi essencial para este “ar novo” que o Coelho respira no Lanna Drumond. E há algo que a diretoria precisa cobrar dos jogadores: entrega! Este jogo não vale apenas a permanência na Série A. Trata-se de planejamento financeiro. 

Caso permaneça na elite, a cota de televisão do América para 2019 será de R$ 50 milhões; se cair para a Série B: R$ 8 milhões. Ou seja: ACREDITA, AMÉRICA! É último suspiro! 

Tamo junto e até a próxima!  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A previsão é de que os primeiros voos experimentais sejam realizados em outubro em Campinas, SP. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️O Atlético Goianiense, por sua vez, se deparou com quatro testes positivos entre seus atletas.

    Acessar Link