Álvaro Damião

Coluna do Álvaro Damião

Veja todas as colunas

Novo ano, novo Cruzeiro 

07/01/2020 às 02:51

Bruno Haddad/Cruzeiro

O ano começou agitado para os times mineiros. Reapresentações, contratações, demissões. Poderia dizer que seria normal, mas quando paramos para analisar vimos que se trata de um ano diferente. E muita desta diferença se passa pelo momento atual celeste. 

Ontem, o time se reapresentou na Toca da Raposa com muitas mudanças. O processo de reformulação do clube passa por muitos cortes, inclusive no departamento de futebol. Na segunda-feira foram anunciadas várias demissões, inclusive do diretor de futebol, Marcelo Djian, e do preparador de goleiros, Robertinho. Os outros profissionais demitidos foram: Marcone Barbosa (gerente de futebol), Quintiliano Lemos (diretor administrativo das categorias de base), Leandro Franco (preparador de goleiros), Anderson Nicolau (preparador físico), Émerson Polimeno (preparador físico), Valdir Barbosa (gerente de comunicação), Léo Corradi (departamento médico), além de André Rocha, Charles Costa e Eduester Lopes, da fisioterapia do clube. 

É claro que o torcedor não aceita tão facilmente um processo tão rígido como está sendo feito, mas é importante ressaltar que a situação do Cruzeiro já passou de crítica e não há nada diferente a ser feito. Não há mais condições de se manter profissionais tão caros no clube, tendo em vista que tivemos recentemente greve de cozinheiros por falta de pagamento. A realidade atual é outra. A contenção de gastos é obrigatória para a sobrevivência do Cruzeiro. 

Sobre os jogadores que não ficarão, o torcedor também precisa entender que é um processo natural. Não há como bancar salários tão altos! Qualquer grande empresa em crise, age desta forma. No futebol não seria diferente. 

O que precisa ser destacado é o seguinte: o Cruzeiro pode se reerguer, e acredito que vá, mas é um processo longo. Mero engano de quem acha que o Conselho Gestor irá resolver todos os problemas do clube. Não vai! Não há mágicos ali, nem milagreiros. É preciso um pouco mais de paciência. 

Para um novo Cruzeiro é preciso que se tenha novo pensamento, novo orçamento, novo planejamento. E é isso que tem sido feito. 

Tamo junto e até a próxima! 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link