Notícias

Vice do Atlético celebra recurso de Fred negado pelo TRT na multa de R$ 10 milhões

Por Redação , 13/12/2019 às 21:34
atualizado em: 13/12/2019 às 21:43

Texto:

Foto: Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético
00:00 00:00

O atacante Fred acumulou mais uma derrota na batalha judicial que trava com o Atlético. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) negou o recurso da defesa do jogador para suspender o processo arbitral no caso da multa de R$ 10 milhões cobrada pelo clube alvinegro pela transferência para o Cruzeiro, em dezembro de 2017.

Em entrevista à Itatiaia, o vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido Cunha, comemorou a decisão do TRT favorável ao clube e disse ser “mais uma vitória” no caso que se arrasta na justiça desde o início de 2018.

O Atlético venceu Fred na esfera esportiva ao ter o parecer favorável na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). No entanto, o atacante partiu para a Justiça Comum e conseguiu suspender o processo arbitral mediante uma liminar na Justiça do Trabalho.

Mas o Atlético derrubou a liminar em setembro deste ano. Assim, a cobrança da multa – estimada atualmente em R$ 12 milhões, devido a juros e correção monetária – voltou a valer. A defesa de Fred recorreu e teve o pedido negado pelo desembargador Manoel Barbosa da Silva. Já a negativa desta sexta-feira foi de um colegiado do TRT.

Lásaro Cândido Cunha explicou que o atacante ainda pode recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília. Em relação ao processo arbitral, ainda não há uma data para o novo julgamento do caso no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA), órgão independente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“Agora há a possibilidade de um recurso no Tribunal Superior do Trabalho e, paralelamente a isso, o julgamento do mérito da própria reclamatória trabalhista que ainda não tem uma data prevista, salvo a audiência que será realizada no ano que vem”, disse o vice-presidente atleticano à Itatiaia.

Entenda o caso

A multa de R$ 10 milhões refere-se a uma cláusula da rescisão contratual de Fred com o Atlético, assinada em dezembro de 2017, em que o atleta se comprometia a desembolsar essa quantia caso se transferisse para o Cruzeiro. Horas após o rompimento amigável do vínculo com o Galo, o atacante foi oficializado pelo clube celeste.

O documento previa o pagamento até um dia útil após o centroavante ser registrado pelo Cruzeiro no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, o que ocorreu no dia 16 de janeiro de 2018. No entanto, o depósito não foi efetuado e o Atlético levou o caso para a CNRD.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link