Notícias

Escolha certa dos alimentos contribui para o bom funcionamento do cérebro

Por Aline Campolina/Itatiaia, 12/12/2019 às 10:47

Texto:

Foto: pixabay/ Banco de imagens
pixabay/ Banco de imagens

Uma alimentação saudável faz bem não só para o corpo, mas também para a mente. Escolher corretamente os alimentos é importante para a memória, concentração e atenção. Isso porque nós temos no cérebro hormônios que são responsáveis pela sensação de saciedade e que também podem induzir à fome.

Desta forma, cada tipo de alimento afeta o cérebro de maneira diferente. As gorduras, por exemplo, enganam a mente e acabam nos levando a comer mais. Por outro lado, as fibras provocam a liberação de hormônios que acabam deixando as pessoas sempre mais satisfeitas. De acordo com Guilherme Ferreira Matos, nutrólogo, ter um cérebro funcionando corretamente é fundamental para combater a obesidade.

“O cérebro tende a sofrer mais por ser mais sensível a esses excessos, seja de açúcar, seja de sódio, sejam as gorduras trans presentes nos alimentos ultraprocessados. Então, nós temos que ter equilíbrio e optar sempre por uma alimentação bem mais saudável”, diz.

Alguns alimentos específicos contribuem para o funcionamento melhor do cérebro, como os peixes (ricos em ômega 3), abacates e nozes (ricos em gorduras boas), além do limão, da laranja e da mexerica (ricos em vitamina C). O nutrólogo explica que “a alimentação, quando é feita de forma errada, de forma acumulativa ou sem orientação de um profissional, é um fator de risco, não só para doenças neurológicas, mas também para obesidade e pressão alta”.

Os produtos industrializados são os grandes violões da alimentação saudável. Esse tipo de alimento acaba se tornando o maior erro do dia-dia. “A falta de tempo nos faz optar por coisas práticas e, normalmente, a praticidade vem com excesso de sódio, excesso de açúcar, excesso de gordura. Então, se programe, se planeje. Faça a sua comida. Optar por coisas mais saudáveis pode dar mais trabalho para preparar, mas o benefício é infinitamente maior”, afirma Guilherme.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lista cinco hábitos que garantem uma alimentação mais saudável: comer alimentos variados, reduzir o sal e açúcar, moderar ao consumir gorduras e óleos, abusar de frutas e legumes e a amamentação para bebês e crianças pequenos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link