Notícias

AIDS avança em Minas e população jovem é a principal preocupação

Por Aline Campolina/Itatiaia, 02/12/2019 às 09:09
atualizado em: 02/12/2019 às 09:10

Texto:

Foto: Agência Brasil
Agência Brasil

O aumento gradativo e ininterrupto dos casos de AIDS nos últimos anos levanta um alerta à população. Em Minas, dados do Governo mostram o crescimento no número de diagnósticos desde 2010 até 2018, passando de 2.769 casos para 5.236. E os registros se concentram 76% na população jovem, de pessoas entre 20 e 34 anos.

Na Semana Mundial de Combate a AIDS, a Secretaria de Saúde de Minas chama atenção para a redução do uso de camisinha e outros elementos que levam para esse cenário. Segundo Mayara Marques, coordenadora de IST/AIDS e Hepatites Virais do Estado, o crescimento dos casos pode ser explicado devido o aumento dos locais para diagnósticos. “Hoje a gente tem o diagnóstico disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, além disso, também tem o diagnóstico por meio do teste rápido que pode ser comprado pelo indivíduo nas farmácias”, explica a especialista. 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, outros fatores que também devem ser levado em conta é a variabilidade de parceiros sexuais e a diminuição do uso do preservativo, que interfere diretamente na questão das infecções sexualmente transmissíveis, entre elas o HIV.

Apesar de não ser a maioria, os casos em idosos também vem crescendo muito. Mayara Marques afirma que isso se deve ao “envelhecimento populacional e também a questão das medicações referentes à vida sexual deles. Então é importante que tenha um trabalho preventivo, de promoção com essa população”, diz.

O principal desafio, segundo a especialista, é falar sobre sexo. “O sexo ainda é um tabu e acaba influenciando negativamente sobre os dados. Outra questão são as pessoas se sensibilizarem quanto o uso do preservativo. A eficácia é muito alta, é um método barato e disponível no Sistema Único de Saúde (SUS)”, explica.

De acordo com o Ministério da Saúde, 135 mil pessoas no Brasil convivem com o vírus HIV e não sabem. Até o fim do ano, o governo estima que serão distribuídos 462 milhões de preservativos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link